Simbiose Industrial Urbana: Projecto REDOL lançado em Saragoça

22 January 2023 por Dusan Jakovljevic
Simbiose Industrial Urbana: Projecto REDOL lançado em Saragoça

Os resíduos sólidos urbanos (RSU) são uma fonte abundante para a produção de produtos circulares, mas geralmente não são explorados. Mais de 500 kg de resíduos urbanos per capita foram gerados na UE em 2020, enquanto apenas 45% foram reciclados. A EEIP juntou-se a 35 parceiros de Espanha, Itália, Grécia, Suécia, Alemanha, Dinamarca, França, Holanda, Chipre, e Hungria, para dar início ao projecto REDOL. A REDOL pretende transformar Saragoça, a capital de Aragão, numa cidade de desperdício zero até 2040. Os objectivos do projecto incluem: Redesenhar cinco cadeias de valor para o Urbano Sólido em Aragão (embalagens, plásticos, CDW, têxteis, REEE), tecnologias de gestão para recolher, classificar e classificar os RSU, melhorar as rotas de processamento de materiais seleccionados para evitar a deposição em aterro e melhorar a interacção entre os principais intervenientes.


Conteúdo relacionado   #Circularidade  #simbiose industrial-urbana  #resíduos sólidos urbanos 


As indústrias consomem quantidades significativas de energia e materiais. Ao ligar empresas manufactureiras com cidadãos, cidades e redes e iniciativas regionais de sustentabilidade, um agregado significativo de energia e materiais, que de outra forma seriam desperdiçados, pode ser reutilizado.

 

Os resíduos sólidos urbanos (RSU) são uma fonte abundante para a produção de produtos circulares, mas geralmente não são explorados. De facto, mais de 500 kg de resíduos urbanos per capita foram gerados na UE em 2020, enquanto apenas 45% foram reciclados, o que assegura um benefício amplo e sustentável para muitos actores sociais e económicos.

 

O Pólo Regional de Aragão para a circularidade: Demonstração das iniciativas locais de simbiose industrial-urbana (REDOL), é um projecto financiado pela UE que visa transformar Saragoça, a capital de Aragão, numa cidade de resíduos zero até 2040. REDOL foi concebido para tirar partido deste cenário e desenvolver uma melhor prática sobre como transformar as cidades em centros de circularidade. Que implementam estratégias de resíduos zero ao mesmo tempo que promovem abordagens de simbiose industrial-urbana (I-US) entre os actores locais e regionais.

 

A 18-19 de Janeiro, a EEIP juntou-se a 35 parceiros de Espanha, Itália, Grécia, Suécia, Alemanha, Dinamarca, França, Holanda, Chipre e Hungria, para dar início ao projecto REDOL.

 

Os objectivos do projecto incluem:

  • Redesenhar cinco cadeias de valor para os Resíduos Sólidos Urbanos em Aragão (embalagens, plásticos, CDW, têxteis, REEE).
  • Actualização das tecnologias de gestão para recolher, classificar e classificar os RSU.
  • Melhoria das rotas de processamento de materiais triados para evitar a deposição em aterro.
  • Aplicação de ferramentas digitais de vanguarda para optimizar as cadeias de valor e a interacção entre os principais intervenientes.
  • Melhorar os procedimentos organizacionais, modelos empresariais e acções de inovação social necessárias para o estabelecimento de interacções bem sucedidas I-US e pólos de circularidade a nível local.

 

A EEIP orgulha-se de contribuir com a sua experiência de Simbiose Industrial para este importante projecto da UE que está a posicionar o excelente trabalho realizado em Saragoça no centro da economia circular europeia.

 

Siga a REDOL no LinkedIn https://www.linkedin.com/company/redol/

e Twitter twitter.com/REDOL_EU